Notícia

27 de Agosto, 2015

Cuba está quase pronta para receber o Papa Francisco

Francisco presidirá a Missa no mesmo local onde seus predecessores, João Paulo II e Bento XVI, celebraram a Eucaristia, em 1998 e em 2012, respectivamente

Aproxima-se a viagem do Papa Francisco a Cuba, a ser realizada de 19 a 22 do próximo mês de setembro. O branco e o amarelo, cores que identificam o Vaticano, enfeitam as estruturas montadas na Praça da Revolução para a Missa que será celebrada por Francisco em 20 de setembro.

Depois de mais de 40 dias de trabalho, 50 operários pintaram e deram os últimos retoques nas quatro estruturas e uma sacristia erguidas especialmente para a celebração. Francisco presidirá a Missa no mesmo local onde seus predecessores, João Paulo II e Bento XVI, celebraram a Eucaristia, em 1998 e em 2012, respectivamente.

À esquerda da praça, haverá uma imagem de 36 metros do revolucionário Ernesto Che Guevara, morto na Bolívia em 1967. Na mesma praça, encontra-se também o monumento dedicado ao Pai da Pátria, José Martí. Estão sendo ainda montados dois painéis: um Cristo, na faixada da Biblioteca Nacional e uma colagem de fotos de gestos de caridade e misericórdia realizados pelo Papa e por Madre Teresa de Calcutá, diante do Teatro Nacional.

Outros dois estrados montados na praça serão destinado à imprensa, com capacidade para cerca de 200 jornalistas, e um quarto será usado pelo coro que cantará na Missa, informa a AFP.

Cerca de 4 mil convidados especiais, inclusive o presidente Raul Castro, estarão presentes na cerimônia. Espera-se a participação de centenas de milhares de cubanos.

Na tarde do domingo, 20, o Papa Francisco visitará Raul Castro no Palácio da Revolução. Segunda-feira, dia 21, viajará de avião para Holguín, 760 km a leste de Havana, antes de partir no mesmo dia para a vizinha Santiago de Cuba. Seu programa prossegue na ilha até o dia 22, quando embarca para os EUA.


Fonte: Canção Nova e Rádio Vaticano