Notícia

30 de Agosto, 2018

Capuchinhos de todo o mundo se reúnem para eleger novo Ministro Geral e Conselho

Segundo o presidente da Conferência dos Capuchinhos do Brasil, encontro é um grande momento de reflexão sobre o futuro da Ordem e seu serviço ao Reino de Deus

De 27 de agosto a 16 de setembro, Franciscanos Capuchinhos de todo o mundo estão reunidos em Roma, no Colégio Internacional “São Lourenço de Brindis”, para eleger o novo Ministro Geral e seu Conselho. No 85° Capítulo Geral da Ordem, participam frades capitulares representando todas as Circunscrições da Ordem e mais diversos oficiais colaboradores. 16 frades provêm do Brasil.

A solene concelebração de abertura, sediada na Capela do Colégio, foi presidida pelo arcebispo de Corrientes, na Argentina, dom Frei Andrés Stanovnik.

Novos rumos

O ministro provincial dos frades capuchinhos de São Paulo e presidente da Conferência dos Capuchinhos do Brasil, Frei Carlos Silva OFMCap, explica a importância do evento e os objetivos dos Frades com a eleição.

 “Um grande momento em que olhamos todo o trabalho realizado no sexênio. Olhamos para frente buscando novos rumos e perspectivas, diante dos desafios que nos pede o nosso mundo e nossa Igreja. É um momento importante porque reúne os frade para pensarmos em que caminho queremos para nossa Ordem e servir melhor o Reino de Deus”, declarou.

União com Deus, primeira missão                               

Na última terça-feira, 28, o ministro geral, Frei Mauro Jöhri, apresentou o relatório ilustrando o estado atual da Ordem, observando que “a busca da união com Deus é o primeiro trabalho dos frades” e convidando todos a interrogarem-se sobre “o primado da vida de oração na vida dos frades”.

Segundo Frei Mauro, no final de 2017 a Ordem tinha 10.127 frades e um número elevado de frades em formação, sobretudo na Ásia e na África, onde está o futuro da Ordem. A situação dos países da Europa Oriental é estável. Nas Américas, há uma diminuição, e, sobretudo, na Europa Ocidental. Hoje, os capuchinhos italianos compõem o grupo mais numeroso, com 1.855 frades, seguido do grupo indiano, com 1.792.


Fonte: Amex, com Vatican News